24 junho 2016

Dicas de como contratar um DECORADOR:

Olá, vamos falar um pouco do trabalho de uma Interior Design:
Contratar um Decorador é mais barato do que você imagina, existe um mito de que nossa classe profissional é coisa para "rico"!
Uma super mentira, pois os ricos contratam sim nossos serviços, mas por pura segurança no trabalho.

Contratar um Decorador é entregar seu projeto para "alguém" que estudou para fazer isso, tem prática e experiência para dirigir um projeto, disponibilidade para acompanhar todo o processo e o mais importante, trabalha para que seu projeto fique o máximo!
Então, não tem que pagar por tudo isso?


Como um Advogado, que você paga para ele cuidar dos seus processos, muitas vezes pagamos por hora trabalhada, e quando cobramos de Clientes a parte Administrativa em um projeto de Decoração,
exatamente como dos Advogados, eles acham um "abuso"...

Se engana muito, quem "acha" que consegui fazer tudo sozinho, não tiro o mérito de ninguém,
mas por experiência de 34 anos, já vi "muitos erros absurdos" de clientes que se deram ao luxo
de fazer sua decoração e no final, ficou um verdadeiro "horror" de informações!

Pense nisso quando você estiver pronto para fazer o seu projeto, e como Interior Design,
passo aqui algumas informações:

1a. OPINIÃO DO CLIENTE:
O item mais importante para qualquer profissional, precisamos escutar o cliente com atenção.
Tudo que ele/ela falar na primeira reunião, normalmente é o que desejam de verdade.
Muitas coisas podem até mudar ou serem alteradas no processo, mas a "raiz" do projeto parte
das opiniões do Cliente, nas quais os profissionais precisam trabalhar.

2a. TEMPO:
Jamais devemos mentir ao Cliente, sobre o prazo da obra/ reforma ou apenas uma
produção de decoração, quando trocamos as cortinas, tecidos dos estofados entre outros.
Devemos dar o prazo máximo com folga, para que os dias que sobrarem serão festejados
entre Cliente e Profissional.

3a. ORÇAMENTO:
Importantíssimo o Cliente abrir para o profissional exatamente o quanto quer gastar.
Se, ele gastar mais ok, mas o profissional precisa ter valores na "cabeça", para apresentar produtos
dentro do orçamento. Embora, sempre temos mudança no meio do processo.

4a. DESIGN:
Profissionais tem seu estilo próprio de decoração, e foi por ele que os Clientes se identificam.
Claro, que os estilos, qualquer um pode fazer, mas sempre tem algum estilo que o profissional não domina bem e isso pode gerar conflitos no decorrer do projeto. Por isso, é importante o Cliente saber o que quer, vendo os projetos anteriores do profissional.

5a. PESQUISA:
Quando fazemos uma obra, reforma ou apenas pintura nos ambientes, as mudanças podem ser difíceis para todos e nem sempre vamos satisfazer a todos, uma maneira que podemos garantir a felicidade
de todos e realizar uma pesquisa. Perguntas para cada um que mora na residência, dentro do seu ambiente,
o que quer/deseja, cores, acabamentos etc. Com está pesquisa o profissional tem em mãos todos os dados para fazer o projeto dentro do pedido.

6a. ESPIRITUAL:
Devemos como profissionais da área saber e respeitar os espaços dos Clientes. As mudanças
vão existir e jamais podemos esquecer, que "aquela decoração" está a anos convivendo com ele,
e tudo precisa ter muito cuidado em tirar e ou até substituir para que o mesmo não se sinta
mal com as mudanças e não comece a ser um "pouco" ríspido com o profissional.

7a. CONFIANÇA:
Confie no profissional que contratou, não queira competir, seja aliado dele.
Ele trabalha para você, é pago para isso, mas lembre-se não é seu empregado.
E quando escrevo confiar e deixar o processo andar sempre ao lado acompanhando cada passo.

Com 7 passos faço um pequeno resumo para você contratar um profissional.
E como Interior Design, estou a sua disposição para atende-lo:
Entre aqui mesmo no blog em PROJETO RÁPIDO, e veja como é fácil.
Até breve!





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais vistos na última semana...