12 dezembro 2017

Hora da reflexão...2017.

Olá, quase chegando no final do ano de 2017 e já passamos, vimos, choramos, sorrimos muito.
Algumas situações, em grande intensidade, outra apenas aconteceram e em nada nos tocaram.
As que nos envolvemos, mexeram com cada célula do nosso corpo, em movimentos de
alegria ou tristeza.

Mas, o que importa é que em cada uma, aprendemos alguma coisa.
Sim, porque tudo que passamos a intenção realmente é aprender algo.
Se veio uma lição com dor, talvez você não queria aceitar, se veio com alegria seu coração
estava aberto e completamente desprendido de qualquer expectativa.

Ah! a tal da expectativa!
Nossa, somos criadores de sonhos e histórias, com algumas situações que passamos na vida.
Sejam, na vida pessoal como na profissão, nossa imaginação consegue em questão de segundos
criar a história mais fantástica possível, daí com o passar dos "capítulos",
você começa a ver que o final não será tão feliz quanto criada.

Histórias de uma vida contada por anos, assim está sendo a minha em cada ano uma super prova
de resistência, para ultrapassar as "curvas, atalhos, subidas e descidas" desse caminho.
Só que, quando você dá uma pequena olhadinha, vê que lá na frente o tal caminho começa a ficar
mais curto e você se pergunta: "Onde vou chegar, será que é realmente o destino que escrevi
em pedidos durante está minha vida toda! "

Os capítulos estão aí para serem lidos nas lembranças de cada um, e a coisa mais triste é
quando você realmente olha cada página, cada palavra e bate aquela dor no peito, ora de
arrependimento por não ter mudado sua história ou caminho na época.

O que leva para algumas pessoas não mudar?
O que me levou a não mudar?
Respondo por mim: medo do desconhecido, medo de ir sozinha...

Pronto, este é o ponto mais negro da minha história: Sozinha.
Porque sei disso, pela minha família, nunca quis ser ou estar separada pois sempre valorizei muito
família, por "talvez" perder minhas filhas e não ter o controle de um crescimento saudável para elas,
quando o mundo se apresentava muito tentador, com os vícios etc e por "achar" que a companhia
do outro, seja quem fosse, um marido, um sócio, uma secretária, sempre seria meu suporte,
para enfrentar tudo!

Que nada! chegamos ao mundo envolvidos de amor, assim foi no meu caso, mas em cada ano
de vida estamos cada vez mais por nós mesmos. E com o passar dos anos, você percebe que
é tudo por sua conta, ninguém poderá fazer o seu caminho, pois ele é seu e quem
que precisa caminhar é apenas você.

Hoje, dia 12 de Dezembro de 2017, simples assim, acordei as 4:44hs da madrugada é vi,
que minha vida sou eu, e que tenho um amor absurdo dentro de mim para dar, que jamais
vou deixar de dar, mas que não será este amor que vai me carregar até o final da minha história.

Porque, aos 59 anos de idade são minhas atitudes, ações, disposição e principalmente
AMOR que vai me levar até o final com ou sem alguém ao meu lado...

 Vamos traçar nosso caminho com muita energia...

Com elegância em todas as ações...

Deixando uma LUZ acesa por onde passarmos...

Porque no final do caminho, 
tudo valeu muito a pena...




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais vistos na última semana...